quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Encontro da Juventude Estigmatina em Guarapuava





“Sou jovem estigmatino, fidelidade ao Senhor!”, com este grito que soava na boca de tantos e tantas jovens de Guarapuava a empolgação tomava conta de cada pessoa que passava pelo colégio em que dezenas de jovens estigmatinos faziam a experiência de um encontro voltado para espiritualidade bertoniana. Foram 83 jovens que passaram 3 dias juntos (08, 09 e 10 de fevereiro) celebrando, festejando, aprendendo e se conhecendo. 

Na sexta-feira (08) os jovens começaram a chegar ao colégio com seus colchões e bagagens. Muitos já chegavam cantando, tocando seu violão e marcando ritmo nas palmas. A alegria tomou conta daquele espaço. Chegaram jovens de Santo Antônio do Sudoeste, PR e de Santa Maria, RS, que estavam ansiosos para ajudarem na condução deste encontro.

Durante esses 3 dias, muitas surpresas marcaram a vida dos jovens. A gincana mexeu tanto e ao mesmo tempo integrou tanto aqueles jovens que foi possível ver uma verdadeira comunidade de jovens estigmatinos. Como não perceber a presença inspiradora de Gaspar Bertoni sorrindo por ver tantos jovens sedentos de unidade e de caminhos novos para construir a sua caminhada.

Os momentos de orações, como missas, celebração poética e vigília inspiravam esses moços e moças ao encontro pessoal com Jesus Cristo e ao envolvimento eclesial. Sentia-se uma entrega ao que estavam vivendo e um desejo por aprofundar ainda mais o envolvimento comunitário. O domingo foi um dia especial, depois de algumas palestras, foram recebidos, inesperadamente, por seus pais. Momento emocionante e cheio de vida.

São Gaspar nos orienta: “É muito perigoso ouvir a palavra de Deus, sem produzir fruto”. Por isso, é hora de atuarmos de forma vibrante e compromissada nos grupos de jovens de nossas comunidades. Assim estaremos seguindo o que foi nos transmitido ao longo desses três dias de encontro. 

Que Deus abençoe e inspire a Juventude Estigmatina de Guarapuava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário