domingo, 26 de setembro de 2010

Carta ao Pe. Elizeu

Querido Elizeu,

Neste dia de celebração, de missão e de serviço desejo que junto desta simples cartinha minha chegue até vós meu abraço mais fraterno e algumas palavras.

Que alegria ver tua Vida doada na radicalidade da Vida Religiosa, segundo o carisma Estigmatino. Que alegria ver sua vida doada, partilhada pela Vida, pelo Reino e pela Juventude. Que alegria saber de sua ordenação, sinal de serviço, missão e doação total. Que alegria ver seu testemunho, sua dedicação à causa juvenil.O que significa uma ordenação presbiteral? Sinal de doação, de entrega, de vida doada... Sinal de envio pela Vida, em especial dos jovens e pobres... Sinal de compromisso radical com o Seguimento de Jesus... Sinal de adesão à uma proposta... Sinal de adesão à luta pela Vida... Tudo o que pudermos dizer, ainda s
erá pouco.. Há em uma ordenação, um mistério maior que tudo o que possamos dizer...

Nesta nova etapa de sua entrega e vida que se inicia hoje, lhe trago cinco coisas que espero e desejo que nunca faltem em seu caminhar:

Mistério – Que o Mistério esteja com você... Que você viva o mistério.. e não o mistério do que é escondido, mas também o mistério do viver junto, do amar, do cuidar, do sonhar, do doa a vida, do servir... O mistério de Amar e Sonhar... e Viver o Amor e Viver o Sonho....

Cuidado – Cuidado com a Vida, com a Vida dos pobres, com a Vida da Juventude, cuidado com sua própria Vida...

Adesão – Adesão à proposta de Jesus na radical opção preferencial pelos pobres e jovens...

Felicidade – Que esta nunca falte em seu caminho... Mesmo com as dores e pedras do caminho que a Felicidade de doar a Vida, de servir, de seguir a Cristo radicalmente, do querer bem, da felicidade pelo dia que se inicia, da felicidade pela simples felicidade, nunca lhe acabe ou cesse...

Esperança – Espera-Esperança no Jovem Galileu, que amou até o fim e que doou sua Vida pela Vida para todos/as....

Querido Elizeu meus parabéns por sua ordenação! Muito Obrigado pela Vida doada e partilhada no seguir a Cristo na Vida Religiosa...

Que o Caminheiro de Nazaré, Deus da Vida, caminhe contigo por todo o tempo e por todos os teus caminhos...

Conte sempre comigo,

Abraços Juvenis,



Luis Duarte Vieira

Ordenação sacerdotal - Pe. Elizeu da Conceição




Nasci na cidade de Santo Antônio do Sudoeste, PR, no dia 20 de Agosto de 1982. Meus pais, Helio e Irene me educaram na alegria de ser irmão gêmeo da Elizete. Lembro-me bem da minha infância, meus avós, meus tios e tias, primos e principalmente meus irmão Jairo, Ladi, Zenilda e Neila. Eram tantos sonhos, fantasias e brincadeiras que sinto saudades.



A comunidade onde vivi e os primeiros amigos não me saem da lembrança...

Fui criança que brincou, correu, machucou, andou de bicicleta e trabalhou na roça com a família.

Desde pequeno sentia o chamado de Deus, mesmo sem entender direito. Era visível até mesmo nas brincadeiras (celebrando missas). Este chamado foi amadurecendo com o exemplo de meus pais e principalmente com as orações e ensinamentos que me transmitiram.



Conheci e me encantei pela Congregação dos Estigmatinos e em fevereiro do ano 2000 entrei para o seminário em Ribeirão Preto, SP, cursei filosofia na PUC em Campinas, SP; Fiz meu noviciado em Uberaba, MG e finalmente cursei teologia no ITESP em São Paulo, SP.



No ano 2005 fiz meus primeiros votos na Congregação. Em 2009 fiz os votos perpétuos e em seguida recebi o primeiro Sacramento da Ordem, o Diaconato.


Tive a alegria de desenvolver um trabalho pastoral junto a FABER; Em algumas comunidades e no Hospital Boldrini de Campinas; Em algumas comunidades de Uberaba, MG; em Santo Andre, SP; e finalmente, com muito carinho, junto a Juventude, onde atualmente sou assessor provincial da PJEst.

Chegou o tão sonhado dia que surgiu como uma graça tão grande e comprometedora que me impulsiona para fidelidade evangélica de compromisso com os pobres e com as juventudes. O dia da ordenação (18/09) e o dia da primeira missa (19/09) foram encantadores e emocionantes.

Fui ordenado pelo Bispo auxiliar de Curitiba Dom João Carlos Seneme. Houve uma presença muito significativa de padres estigmatinos, diocesano e outras congregações. Senti muita segurança pela companhia destes irmãos, sei que poderei contar com eles em meu ministério.

Fiquei impressionado com o número de pessoas. E cada rosto tão próximo, tão amigo, tão cheio de alegria, expectativa e energia. Pessoas de tantas cidades e cidades longes, quero lembrar os estados de onde elas vieram, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, também do Paraguai e Argentina. Só a presença deles me encheu de alegria.

A primeira missa, na comunidade onde nasci (km 13) foi impressionante pela mística, pelas pessoas, pela homília do Pe. Hilário Dick (que encantou a todos), pelo espaço, pela minha família e pelo que isso significava para aquele lugar.


Não há palavra para agradecer aos que me ajudaram. Mas a cada um que esteve presente em todo processo de minha formação quero demonstrar minha gratidão através da dedicação ao sonho que construímos juntos.


Pe. Elizeu da Conceição